Páginas

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Estatuto de Poeta

Artigo Quinto

Nenhum país será maior que seu Poeta, nehuma fronteira ou divisa haverá para o Poeta, pois sua bandeira será a da justiça social, pão, vinho, maná, leite e mel, além de pétalas e salmos aos que passaram em brancas nuvens pela vida. Pois uns são, uns não, uns vão, uns hão, uns grão - e ainda existem outros.

Nenhum comentário: