Páginas

terça-feira, 8 de junho de 2010

Estatuto de Poeta

Artigo Vigésimo-Terceiro

Musa-vítima de Poeta pode ser secretária, vendedora, psicóloga, amante, prostituta, santa.
Terá que ser acima de todas as convenções formais, pau pra toda obra.
No amor e na dor, na alegria e na tristeza, até num possível pacto de morte.

2 comentários:

Tiago disse...

Grande Uili, legal esse estatuto do poeta. Gostei desse artigo hein! A vida é menor sem uma musa...
abraços
Tiago Marcon

Anônimo disse...

Sem dúvida, meu amigo.
Elas nos levam para onde querem.
Precisamos delas.
Abraço
Uili